Portal Eventos
CONMEBOL Sul-Americana
Em 13 de abril de 2021 às 00:02

Brasileiros tentarão quebrar jejum na Sul-americana; Tabela e simulador no Sr. Goool

Athletico Paranaense, Atlético Goianiense, Bahia, Bragantino, Ceará e Corinthians representarão o país

Rodolfo Brito São Paulo-SP

São Paulo - Se na Libertadores os clubes brasileiros venceram as duas edições com final única - Flamengo em 2019 e Palmeiras em 2020 -, na Sul-americana os representantes do país verde e amarelo sequer chegaram à final. A tabela completa, o regulamento e o simulador de jogos da edição 2021 da Sula já estão no Sr. Goool.

E é esse tabu que Athletico Paranaense, Atlético Goianiense, Bahia, Bragantino, Ceará e Corinthians tentarão quebrar a partir 20 de abril, quando começará a Fase de Grupos. A atual temporada, por sinal, será a 1ª com a nova fórmula de disputa, igual a da Libertadores.

O Athletico Paranaense, em 2018, foi o último campeão brasileiro na Sul-americana. Aquela foi a última edição com jogos de ida e volta na final. Em 2019, com partida única e campo neutro. O equatoriano Independiente superou o Colón, da Argentina. No ano passado, o Defensa y Justicia bateu o Lanús em duelo hermano.

 Athletico Paranaense foi o último brasileiro campeão da Sul-americana!Miguel Locatelli / Athletico ParanaenseAthletico Paranaense foi o último brasileiro campeão da Sul-americana!
Estreias!
Integrante do Grupo B, o Bahia estreará dia 21, às 21h30, contra o classificado uruguaio de Montevideo City Torque ou Fenix. O Ceará, no mesmo dia, às 19h15, receberá o boliviano Jorge Wilstermann pelo Grupo C. A estreia do Athletico Paranaense no Grupo D, enquanto isso, será dia 20 contra o Aucas em Quito.

No Grupo E, o Corinthians medirá forças ante o paraguaio River Plate, dia 22, às 21h30, em Assunção. No Grupo F, o Atlético Goianiense receberá o Newell's Old boys dia 20, às 19h15, em Goiânia. Já no Grupo G, o Bragantino pegará o Tolima dia 22, às 19h15, em Bragança Paulista.

Campeões!
A CONMEBOL Sul-americana surgiu, em 2002, em substituição a Copa Mercosul. Os brasileiros só entraram na disputa em 2003. Com dois títulos, Boca Juniors-ARG (2004 e 2005) e Independiente-ARG (2010 e 2017) são os maiores vencedores do torneio.

San Lorenzo-ARG (2002), Cienciano-PER (2003), Pachuca-MEX (2006), Arsenal-ARG (2007), Internacional (2008), LDU-EQU (2009), Universidade de Chile-CHI (2011), São Paulo (2012), Lanús-ARG (2013), River Plate-ARG (2014), Santa Fe-COL (2015), Chapecoense (2016), Atlético Paranaense (2018), Independiente-EQU (2019) e Defensa y Justicia (2020) têm uma conquista cada.

Em relação aos títulos por países, a vantagem é toda da Argentina com nove conquistas. O Brasil soma quatro títulos, contra dois do Equador e um de Chile, México, Peru e Colômbia.

Regulamento:
Os 32 clubes serão divididos em oito grupos com quatro times cada. Após duelos de turno e returno dentro das próprias chaves, apenas os líderes avançarão ao mata-mata e pegarão os 3ºs colocados da Fase de Grupos da Libertadores.

Oitavas de final, quartas de final e semifinal serão disputadas em ida e volta. Gol fora de casa será considerado critério de desempate e, se necessário, a vaga será definida nos pênaltis.

A final será em partida única e campo neutro. Em caso de empate, haverá uma prorrogação de 30 minutos e, se necessário, disputa por pênaltis. O campeão entrará diretamente na Fase de Grupos da Libertadores e ainda terá vagas na Recopa Sul-Americana e na Copa Suruga.