Portal Eventos
Copa das Confederações
Em 27 de junho de 2013 às 08:20

Brasil tem excelente aproveitamento em finais, mas jamais enfrentou rival europeu

No geral, porém, Seleção Brasileira venceu seis vezes os europeus e só perdeu uma na Copa das Confederações

Rodolfo Brito São Paulo-SP

São Paulo - A Seleção Brasileira não só aumentou a série invicta diante do Uruguai para sete jogos como ainda garantiu presença na final da Copa das Confederações. O Brasil tem excelente aproveitamento nas decisões do torneio, mas jamais enfrentou rival europeu na grande final.

Em 2013, a final será entre América do Sul e Europa. O adversário do Brasil sairá nesta quinta-feira, em Fortaleza, no duelo entre Espanha e Itália. Sem ter que cruzar com os europeus na decisão, a Seleção Brasileira apresenta aproveitamento de 75%. O Brasil chegou a quatro decisões - sem contar a atual - e venceu três.

Em 1997 - primeira participação no torneio -, a Seleção Canarinho goleou a Austrália - então representante da Oceania -, por 6 a 0, e ficou com o título. Mas o país-sede e integrante da CONCACAF, em 1999, acabou com o sonho do bi brasileiro. Os brasucas perderam a decisão para o México, por 4 a 3.

O segundo título verde e amarelo só foi possível em 2005, quando o Brasil meteu 4 a 1 na rival Argentina - representante da América do Sul. Quatro anos depois, a Seleção Brasileira virou pra cima dos EUA - representante da CONCACAF - (3 a 2) e obteve o terceiro título na Copa das Confederações.

Mas apesar de nunca ter enfrentado rivais da Europa na final do torneio, o Brasil se sai muito bem diante dos europeus ao longo da Copa das Confederações. Até aqui foram seis vitórias e apenas uma derrota para a França. A Seleção Brasileira não participou das duas primeiras edições do torneio, em 1992 e 1995. Em 2001, o Brasil ficou com o quarto lugar, enquanto em 2003 a Seleção caiu ainda na Primeira Fase.

Atual bicampeão, o Brasil é o maior vencedor da Copa das Confederações com três títulos. Jamais uma Seleção conseguiu conquistar três títulos seguidos. Só França e Brasil são bi legítimos. Já México e França são os únicos países que foram campeões em casa. Se os brasileiros somam três títulos (1997, 2005 e 2009) e os franceses têm dois (2001 e 2003), Argentina (1992), Dinamarca (1995) e México (1999) têm um cada.

Confira o desempenho do Brasil na Copa das Confederações:

1997 (campeão)

1999 (vice-campeão)

2001 (4º colocado)

2003 (Primeira Fase)

2005 (campeão)

2009 (campeão)

 
"